Automação Usina Hidrelétrica de Promissão (Promissão SP)

Placeholder

Introdução

Participação, junto à atividade da Ge Hydro Inepar, no desenvolvimento de software aplicativo para Unidades de Aquisição e Controle (UAC), para o Sistema Digital de Supervisão e Controle proposto para a unidade geradora 2 da Usina Mario Lopes Leão em Promissão.

A Usina de Promissão fica localizada no Rio Tietê e o sistema implementado para unidade geradora 2 é composto de:

  1. Unidade de aquisição e controle (CLPs) redundantes;
  2. Painel de Instrumentação de campo com aquisição realizada via rede ASI Ge Hydro;
  3. CCM composto de Simocodes utilizados para controle, supervisão e proteção dos motores;
  4. Painel Regulador de Velocidade Digital Woodward;
  5. Painel Regulador de Tensão;
  6. Painel de controle dos Freios Ge Hydro;
  7. Sistema de supervisão em arquitetura Hot-Standby;
  8. Painel de proteção que contém Relés de Proteção Siprotec 3 e 4 da Siemens;
  9. Painel de controle das comportas de emergência Ge Hydro.

O Desafio

Munir estas instalações de um sistema robusto e adequado ao ambiente de trabalho, de fácil manuseio, simples implementação, operação e manutenção, além de facilidade para futuras expansões.

Solução e Fundamentos

A configuração do sistema permite a continuidade da geração, mesmo em condições degradadas, em caso de falha parcial do sistema digital.

A configuração proposta é baseada em elementos da linha de produtos de automação da Ge Fanuc, Elipse e LFM, isto é, CLPs PAC 30 / Versamax, redes de comunicação ethernet (protocolos modbus, GeEthernet, EGD (Ethernet Global Data)) e profibus, sistema de supervisão Elipse E3 e controladores de rede ASI.

Apresenta supervisão e operação centralizada com arquitetura distribuída, seguindo a filosofia internacional de sistemas abertos.

As estações de operação localizadas na sala de comando são compostas de microcomputadores de alto padrão e estão normalmente ligadas e operando em modo independente.

Na ocorrência de falha de um servidor, o outro assume isoladamente as funções de comando supervisão, sendo que no retorno à operação normal, a base de dados do servidor que esteve fora de serviço é atualizada instantaneamente.

Resultados

Como Filosofia operacional para esta instalação, foi previsto que a operação normal será realizada a partir da sala de comando da usina. No caso de falha de comunicação com a sala de comando, é possível que a operação das unidades geradoras seja feita localmente no painel frontal de cada UAC através das IHMs (interface homem máquina) tipo touch screen.

A participação da RoqueCorreia, Automação neste projeto consistiu em:


  1. Configuração e parametrização das UACs e do sistema de supervisão;
  2. Auxílio no desenvolvimento das lógicas de controle;
  3. Programação e testes das lógicas de controle;
  4. Testes em fábrica;
  5. Desenvolvimento do sistema de supervisão;
  6. Teste de comissionamento em campo.